10 dicas para o pedido de casamento perfeito

We sometimes include products we think are useful for our readers. If you buy through links on this page, we may earn a small commission. Read our affiliate disclosure.

Já pensou em como seria um pedido de casamento perfeito? E em um pedido simplesmente desastroso?

Amor nos tempos do Cólera, de Gabriel Garcia Marquez, talvez seja um dos mais belos e tristes livros de amor. As duas personagens principais são Florenzo Ariza e Fermina Daza. O amor deles começa com correspondências (naquela época mandavam cartas, como quem hoje engata longas conversas de whatsapp).

A frenética correspondência tinha quase dois anos quando Florentino Ariza, em uma carta de apenas um parágrafo, fez uma proposta formal de casamento a Fermina Daza. Quando a proposta chegou, ela contou à tia Escolástica. “Diga a ele que sim”, disse a tia. “Mesmo se você estiver morrendo de medo, mesmo se você se arrepender mais tarde, porque faça o que fizer, você se arrependerá pelo resto de sua vida se disser não.” Fermina Daza, porém, ficou confusa e pediu um tempo para pensar.

Primeiro ela pediu um mês, depois dois, depois três, e quando o quarto mês acabou e ela ainda não tinha respondido, ela recebeu um ultimato: era agora ou nunca. Enviou sua resposta em um envelope contendo uma tira de papel, rasgada da margem de um caderno escolar, em que estava escrita apenas uma linha a lápis: Muito bem, eu vou casar com você se você prometer não me fazer comer berinjela.

Veja, caro leitor, cara leitora, você deve agora estar estupefato porque leu no título deste artigo que tratava-se de 10 formas de se fazer o pedido de casamento perfeito e uma carta, que tem como resposta “Muito bem, eu vou casar com você se você prometer não me fazer comer berinjela” pode, para muitos, não parecer perfeito.

Mas aqui está exatamente a dica número 1 para um pedido de casamento perfeito:

1. Entenda o que significa “perfeito”  dentro da sintonia do casal.

Aqui não existe fórmula mágica – nem todo mundo sonha com um pedido de casamento no restaurante caro do topo da Torre Eiffel. Se pergunte: o seu par gostaria de dizer “sim” em público, ou sentiria vergonha? Se for público, é nível restaurante, nível festa de família, ou nível interromper o show da banda favorita dele ou dela?

Se for privado, é nível em um ambiente onde as outras pessoas não estão prestando atenção, ou onde não existam outras pessoas? É mais a cara dele ou dela um pedido em um lugar extravagante, em uma experiência especial que dá para viver uma vez na vida e outra na morte, ou em um momento gostoso do cotidiano de vocês?

Não existe pedido perfeito protocolar. Não existe guia de revista com o passo a passo. O pedido de casamento é o primeiro passo de um felizes para sempre que só vocês vão poder construir, juntos. E, como tudo que virá em frente (desde a celebração dessa união até as escolhas na vida de casal), deve ser feito sob medida para você e para a sua pessoa especial.

2. Saiba ler os sinais que ela ou ele estão dando. Será que está mesmo na hora?

Talvez vocês estejam juntos a vários anos ou talvez seja uma coisa mais recente. Fato é que não existe piso ou teto de anos de namoro, nem um manual com ilustrações para saber a hora exata de fazer um pedido de noivado. O diálogo e a naturalidade da relação precisam ser o termômetro na hora de decidir. 

Vocês já falaram sobre se casar? Vocês conversam sobre um futuro conjunto? Vocês conhecem a família e os amigos um do outro? Vocês participam da vida profissional e social um do outro? Vocês incluem os sonhos e expectativas do outro nos seus planos de futuro? Seus amigos e familiares falam de um futuro onde vocês estejam casados com naturalidade? Vocês já moram juntos, ou sentem que seria um próximo passo desejado e natural? Vocês já tiveram “as grandes conversas”?

Um “sim” para essas perguntas é um bom indicativo que vem um “sim” por aí quando você fizer o seu pedido de casamento.

3. Avise algumas pessoas importantes.

Existe aquele amigo que você sabe que vai poder te dizer como é o pedido dos sonhos do seu par? Tem uma cunhada que consegue roubar um anel da sua pessoa especial? Você vai precisar de ajuda para organizar uma serenata? Essa é a hora de puxar para o time quem vai te ajudar a fazer o pedido perfeito. 

Escolha com carinho as pessoas para quem você vai contar, lembrando-se de que quanto mais gente souber, mais difícil será manter o segredo. 

4. Escolha a joia com antecedência.

Tradicionalmente, em solo brasileiro fazemos nossos pedidos de casamento com um par de alianças. Contudo, nos últimos anos, a moda americana de fazer um pedido de casamento usando um anel de noivado tem se tornado muito popular. Ainda têm os que misturam as duas, e usam um anel de noivado e uma aliança para o pedido. Seja qual for a sua escolha, a joia é um item muito importante, que muitas vezes envolve visitas a diversas lojas, pesquisas de orçamento, subterfúgios para descobrir o tamanho de anel do seu par, encomenda de produtos que não estão disponíveis à pronta entrega, um investimento substancial de dinheiro, etc., e fazer tudo isso com uma corda no pescoço porque a ocasião que você planejou para o pedido está se aproximando pode ser muito estressante, e acabar tirando a alegria de um momento que é para ser gostoso. 

Então decida com antecedência o tipo de joia, faça com calma a escolha dos itens específicos, e fique livre para planejar a ocasião perfeita para o pedido perfeito com tranquilidade. 

5. Preste atenção nos detalhes. O diabo mora nos detalhes. O amor também.

Você não pode querer fazer o pedido de casamento perfeito e ir a um lugar que tem, por exemplo, obras por perto, ou em um restaurante onde está tendo uma confraternização da firma, ou em uma trilha que foi interditada, ou se você está com uma meia furada, não é mesmo? 

Essa é a hora de ser meticuloso. 

6. Resolva toda a parte prática.

Joia comprada? Pedido planejado? Está na hora de botar seu plano em ação. Seja um jantar em um restaurante especial ou seja a invasão de um mega show de rock, existem pendências práticas que precisam ser resolvidas para garantir o funcionamento do plano. 

Fazer a reserva no restaurante, combinar seu pedido com a produção do show, avisar os organizadores da festa, escolher o lugar para o piquenique, contratar o fotógrafo que vai ficar de paparazzi, combinar com os amigos a entrada dramática… Essa é a hora de fazer tudo que precisa ser feito para garantir o funcionamento suave do seu plano.

Mas, mesmo com tudo planejado…

7. …prepare-se para os imprevistos.

Talvez o plano perfeito para o pedido perfeito dê errado. Talvez chova na hora do piquenique, ou seu companheiro acabe se atrasando para o encontro. É preciso ter um plano de contingência. 

Se pergunte, em quais circunstâncias você vai adiar o pedido? E quais coisas podem dar errado, mas não tão errado assim que te force a adiar o pedido? Tem como evitar essas coisas, ou seguir por um caminho diferente caso uma delas aconteça?

Se na hora H uma coisinha ou outra der errado, mas não for nada da lista de “condições adiadoras de pedido” é preciso seguir em frente e rebolar com o plano B. 

E decidir fazer desse dia e desse momento felizes, ainda que não sejam exatamente 100% como o que foi planejado, é uma escolha consciente, que pode ajudar muito a manter o que realmente importa em perspectiva quando em face de imprevistos.

8. Não pergunte converse muito sobre casamento com seu parceiro nas semanas antes do pedido

Esse, afinal, é um erro muito comum, e facilmente evitável. Ter um parceiro falando atipicamente sobre casamento é, afinal, um dos sinais claros de que você será pedido em casamento. E embora o ideal seja que sua metade da laranja esteja em sintonia com o desejo de seguir para a próxima fase, e a ideia de se casar esteja sondando as conversas de vocês, por que não manter a ocasião como surpresa, não é mesmo?

9. Escolha uma roupa adequada e certifique-se de que seu parceiro também terá a roupa adequada

É verdade que já ouvi histórias de pedidos perfeitos de casamento que foram feitos com pessoas vestindo seus pijamas, e não tem absolutamente nada de errado com isso.

A roupa adequada é uma roupa com a qual você e seu par estejam confortáveis. Por exemplo, vocês provavelmente não estarão se sentindo confortáveis em um restaurante chique se estiverem muito casuais, e tampouco será legal fazer uma trilha sem sapatos adequados.

Uma boa dica é avisar o parceiro qual é o programa, disfarçando, se necessário, somente a ocasião. 

Já ouvi por exemplo de pedidos que foram feitos em festas de aniversário ou ano novo, ou ainda em jantares ou programas que já estavam combinados e, nesses casos, a pessoa já estava ciente que estaria em um evento, e se arrumou de acordo.

Conheço casos de pessoas que combinaram de antecipar ou adiar uma comemoração que não poderiam passar juntos – “Já que não poderemos compartilhar juntos nosso aniversário de namoro, o que acha de adiantar/atrasar a comemoração em um piquenique especial?” 

Já ouvi histórias em que um cupom ou sorteio foi usado de desculpa para explicar uma extravagância atípica para o casal: “Ganhei um cupom para comer no restaurante tal, acredita? Que tal irmos no dia tal”

Ou ainda quem usou a desculpa de um ensaio de fotos, mesmo que caseiro, para garantir que o par estaria confortável com a sua aparência: “Ouvi dizer que a vista da trilha tal é super linda no nascer do sol. Podíamos ir e aproveitar para tirar umas fotos, o que acha?”

No frigir dos ovos, a roupa não é a coisa mais importante desse dia. E é exatamente por isso que não queremos que a lembrança de uma bolha no pé ou da desagradável sensação de estar mal vestido atrapalhem as memórias desse momento tão especial

10. Seja sincero e deixe a emoção falar na hora do pedido.

Não adianta preparar um lindo discurso que não tem nada a ver com vocês, ou então um que vai te encher de ansiedade em um momento tão especial. A verdade é que a resposta para esse pedido está sendo formada no dia a dia de vocês, e não vai ser o discurso do pedido que vai definir se a resposta será um “sim” ou um “não”. 

Vale a pena pensar com antecedência nas possibilidades do que você quer dizer para o seu par nesse momento especial, mas foque nos sentimentos, e não nas palavras. 

Talvez você decida falar um pouco da história de vocês, ou retomar alguma coisinha única de vocês, uma piada interna, um plano feito no passado. Prometer nunca fazê-lo comer berinjelas. Talvez você prefira falar sobre os porquês de você amar o seu parceiro e querer dividir uma vida com essa pessoa. Ou ainda, pode ser que a opção seja por falar de todas as formas como a vida vai ser maravilhosa se vocês se casarem – seja como for, palavras bonitas às vezes nem soam como se fossem verdade, mas uma fala repleta de sentimentos fica bonita por tudo que ela transmite. 

Agora que você já sabe como preparar um pedido de casamento perfeito, espero notícias de como foi o seu “sim”! Conta para a gente lá no @ideapod.

E agora que o casamento é o próximo passo, que tal ler nossas dicas para fazer seu casamento dar certo?